Desmistificando a Previdência Privada – Parte 4


Ronaldo
 

"Quatro seres da terra são pequenos, e, no entanto, muito sábios: As formigas, criaturas de pouca força, contudo, armazenam sua comida no verão;” Provérbios 30.24-25“

...as formigas, tão pequenas, que sabem guardar comida para o inverno;” (BV)

 

Este é o 4º e último texto da série sobre Previdência Privada! Nos textos anteriores, falamos sobre o que é a Previdência Privada, diferenças das modalidades PGBL e VGBL, regimes de tributação, taxas de carregamento e administração, e sobre portabilidade.Neste texto, quero fazer um fechamento do assunto, falando especificamente de como analisar a RENTABILIDADE de um fundo de previdência (e que também pode ser utilizado para analisar rentabilidades de outros produtos no mercado).

 

Perfil de Investidor


Para facilitar a venda de uma previdência, muitas vezes profissionais do mercado financeiro recorrem à RENTABILIDADE de um produto. Mostram para o cliente interessado o quanto um produto rendeu em determinado período, para “comprovar” o quanto o produto é bom.


Não obstante, muitas vezes o PERFIL DE INVESTIDOR do cliente é negligenciado nesse ímpeto de querer fechar um negócio a qualquer custo. Os perfis de investidor podem mudar levemente de instituição para instituição, no entanto, resumem-se a basicamente 3 perfis: CONSERVADOR, MODERADO e AGRESSIVO. O conservador não aceita riscos e perda de capital, o moderado aceita riscos controlados sobre parte do capital e o agressivo pode ousar um pouco mais, em busca de uma rentabilidade mais alta.


Não existe um perfil MELHOR que o outro. Cada um é diferente do outro, e é importante que cada investidor conheça e respeite seu próprio perfil de investidor!


Em minha experiência, cansei de encontrar investidores que possuam previdências MUITO mais agressivas do que o seu perfil de investidor. Por isso, é importante sempre questionar seu gerente ou assessor de investimentos acerca dos riscos da Previdência que se tem interesse, para saber se cabe ao seu perfil de investidor.


Rentabilidade no Longo Prazo!


Como disse no início do tópico anterior, muitas vezes profissionais do mercado financeiro mostram o quanto um produto “é bom”, pelo histórico de rentabilidade que apresentou.


No entanto, algo que percebi em minha experiência de quase 10 anos nesta área, é que tão ou mais importante do que analisar a rentabilidade de uma Previdência em 1 determinado ano, é preciso analisar a CONSTÂNCIA do fundo AO LONGO dos anos.


É relativamente “fácil” encontrar fundos de previdência que obtém uma rentabilidade muito boa nos últimos 12 meses, no entanto, para encontrar fundos que tenham uma CONSTÂNCIA de boa rentabilidade ao longo dos anos, é preciso pesquisar e analisar as opções do mercado, não apenas as disponíveis em seu próprio banco.


Renda ou resgate?


Na maioria dos planos de previdência, o cliente sempre poderá escolher no futuro entre 2 possibilidades: RESGATAR INTEGRALMENTE o valor que acumulou ao longo dos anos, ou transformar aquela reserva financeira em uma RENDA MENSAL.


Se o cliente opta por receber uma renda mensal, ele pode escolher entre algumas possibilidades, tais como (claro, cada uma afeta o valor a ser recebido como renda):

  • Renda vitalícia: pelo resto da vida do titular.

  • Renda vitalícia com prazo mínimo garantido: caso o titular faleça, um ou mais beneficiários continuam recebendo pelo prazo contratado.

  • Renda vitalícia reversível ao cônjuge/companheiro(a): caso o titular faleça, o cônjuge ou companheiro(a) passa a receber a renda mensal até o final de sua vida.

  • Renda vitalícia reversível ao cônjuge/companheiro(a) com continuidade aos menores: depois do falecimento do titular e cônjuge/companheiro, os filhos menores continuam recebendo a renda mensal.

  • Renda com prazo certo: se o titular sobrevive até o final do prazo, cessa-se a renda mensal. Caso faleça, é revertida ao(s) beneficiário(s).

Sei que mesmo após 4 textos sobre o tema, como o assunto Previdência Privada é mais complexo e detalhista, coloco-me à disposição para quaisquer esclarecimentos de dúvidas que eventualmente você ainda possua: ronaldobella@alluxinvestimentos.com


Grande abraço e que Deus nos abençoe!


Ronaldo Bella Sócio da Allux Investimentos Membro na Catedral Metodista de São Paulo

#colunistas #finanças #ronaldo #previdência

Post em Destaque
Posts Recentes
Arquivo
Procurar por tags
Siga
  • Facebook Basic Square
  • Twitter Basic Square
  • Google+ Basic Square