Ecclesia reformata et semper reformanda est


Patrícia

Ecclesia reformata et semper reformanda est.

Igreja reformada e sempre em reforma. Romanos 12.1

Na próxima terça-feira, 31 de outubro, comemoraremos os 500 anos da Reforma Protestante.


Lembrei-me do meu pai que, como ele mesmo dizia, não “servia” para morar em apartamento. Isso porque, de tempos em tempos, cismava que a casa ficaria melhor se sofresse uma pequena reforma. E então se punha a imaginar e fazer cálculos. Uma hora queria derrubar aquela parede ali; outra, abrir uma porta acolá, construir um banheiro extra, cobrir o corredor.


Morássemos em casa alugada, ele nem pensaria em reforma. Claro! Dedicar esforço, tempo e dinheiro para melhorar um imóvel que não é seu?


Pensei estar aí parte da resposta para a pergunta sobre os motivos pelos quais a Igreja, contrariando a frase de Lutero que dá título a este texto, deixou de promover reformas. Será porque muitos de seus membros ali estão apenas para passar uma chuva como se dizia antigamente?


Comunidade boa é aquela em que se dispensa especial atenção à tarefa de contribuir para que todos/as se sintam “em casa” quando na igreja. Foi o que aconteceu conosco nos últimos dias...


Porque sentimos que pertencemos à igreja e vice-versa, nós, membros de Santana, participamos com entusiasmo, contribuímos com alegria e nos engajamos com disposição a atividades e projetos que permitiram à igreja crescer e evoluir.


Quem, como em algumas outras igrejas, diz “eles” ao invés de “nós” quando se refere à igreja, dificilmente vai se envolver em atividades como a que nos manteve tão ocupados nos últimos dias: gente pintando, limpando, plantando, lixando...


Assim, para quem quer saber o segredo do “sucesso” da nossa reforma e do nosso jeito de ser igreja, digo que, depois da bênção e orientação divina, está o fato de que muitos dos avanços que vemos aqui foram alcançados com a participação das pessoas que assumiram a igreja como sua. Pessoas que passaram a afirmar, com alegria, algo como “Eu sou parte dessa igreja; e ela faz parte da minha vida!”.


Que bela forma Deus nos permitiu de comemorar a Reforma! Reformamos nossa vida, nosso relacionamento com Deus e nossa igreja colocando a mão na massa.


Meu pai certamente aprovaria e ficaria orgulhoso.

Patrícia Marques Pastora na IM em Santana

#colunistas #patricia

Post em Destaque
Posts Recentes
Arquivo
Procurar por tags
Siga
  • Facebook Basic Square
  • Twitter Basic Square
  • Google+ Basic Square