Igreja Metodista no Butantã: "Um novo templo para um novo tempo"



Sábado, dia 17 de fevereiro de 2018, final de tarde, chegamos para o culto de inauguração de um novo templo Metodista. O espaço é novo, mas a igreja que agora se estabelece ali, a Igreja Metodista no Butantã, já tem uma história com mais de 35 anos.


No corredor de entrada, uma equipe munida de camisetas azuis e sorriso no rosto nos recepciona e nos ajuda a encontrar um lugar para sentar na nave do templo, que já se encontra lotada. Sentimos no ar um misto de expectativa, alegria e muita emoção: é a realização de um sonho há muito esperado.


O culto de inauguração e consagração, que contou com a pregação do Bispo José Carlos Peres e a presença de vários pastores e pastoras metodistas e de outras denominações, foi o coroamento do trabalho de muitos, com o esforço e a dedicação de um povo unido e organizado.


O Bispo José Carlos Peres pregou sobre os Desafios de ser uma Igreja Relevante, sendo não somente mais uma igreja no bairro, mas uma agente que transforma histórias e faz a diferença nas vidas muito além das paredes do novo templo.


A Igreja, que nasceu de um trabalho com crianças carentes que o casal Manoel e Dulce Souza, então membros da IM Pinheiros, abriram em sua casa, já enfrentava a algum tempo o bom problema de ter ficado com o espaço pequeno para o número de membros em seus cultos e atividades.


Marta Margarete, membro da família fundadora, se emociona ao lembrar do início dessa história: “Sempre que ando com minha mãe pelo bairro, em ruas, mercados e feiras, somos paradas por alguém que esteve conosco na caminhada entre a Congregação de Vila Indiana e a Igreja Metodista no Butantã. Lembro-me de meu pai, que dizia que uma Igreja deve ser conhecida no bairro, pois estará cumprindo sua missão, o ‘ide’”.


O projeto foi desenvolvido por Janaina Galhera, em conjunto com o arquiteto Renato Martins Moreira, ambos membros da IM Butantã.


Janaína compartilha sua experiência: “Um sonho, um projeto, uma missão, uma obra. Quando chegamos ao Butantã, há poucos anos, meu esposo Sérgio me falou: ‘Jana, Deus nos mandou aqui para algo especial’. Passou-se o tempo e chegou a hora da inauguração do nosso novo templo! Nos sentimos agraciados por Deus pela oportunidade de participar desse momento tão sonhado. Louvamos a Deus pela vida dos que confiaram a nós essa missão e oraram por nós. Como é bom ser usado por Deus! No caminho, muitas dificuldades surgiram, mas todas foram superadas por causa do amor, da graça, do cuidado, da bondade e do sustento de Deus. Foi um tempo de muita dedicação, trabalho intenso e muito empenho. Que nesse novo tempo, muitas vidas sejam alcançadas. Que possamos ver milagres, curas, bênçãos e a graça de Deus!”


Para Renato o projeto “é a realização de um sonho e muito da parte profissional também, porque poder dedicar sua profissão a Deus, assim, à obra do Senhor é muito gratificante pra mim, e era uma coisa que eu pedia a Deus que quando eu me formasse eu pudesse me dedicar à obra Dele, à expansão do reino Dele e com esse projeto acho que a maior realização profissional que eu já tive na minha vida e vai ser muito difícil superar isso aqui”.


O espaço atual, localizado na vila Indiana, atende bem a comunidade, com cerca de 230 lugares no templo, 5 salas para escola dominical, fraldário, 4 banheiros (dois com chuveiro), cozinha grande com dispensa, pátio externo e um salão. Mas já inicia com o plano de ampliação, pois a igreja tem crescido e, segundo as estimativas do corpo pastoral e dos líderes, o tamanho atual do prédio já será insuficiente até o final do ano.


Apesar do antigo templo ser pequeno, a IM Butantã nunca foi uma pequena igreja, mas sempre teve planos e ações ousadas, deixando uma marca de acolhimento e amor nas pessoas que por ali passaram. Também sempre foi celeiro de líderes para a Terceira Região, tendo hoje três membros da COREAM que fazem parte da IM Butantã.


O pastor titular Jonas Mendes Barreto nos conta: “quando cheguei no Butantã, a primeira pergunta que fiz foi ‘vocês querem crescer?’ Porque eu acredito que uma igreja, quando é saudável, ela cresce naturalmente, não precisa buscar subterfúgios, não precisa criar programas, você tem que ter uma base bíblica bem fundamentada, você precisa desenvolver relacionamentos. Você precisa valorizar a pessoas, colocá-las num lugar onde elas realmente podem desenvolver seus ministérios, pessoas certas nos lugares certos. O crescimento vem de forma espontânea, vem de forma natural, e não é algo pesaroso. É o que nós temos vivido aqui. A gente acredita que vamos alcançar novos patamares, mas sem a preocupação de números, essa nunca foi a nossa preocupação, a nossa preocupação é a de realmente proporcionar um alimento saudável para que eles possam crescer. Essa é uma igreja que tem conquistado muitas pessoas através do relacionamento”.


Sérgio Zucoloto, que está na igreja há 30 anos, fala sobre o novo templo: “Tudo começou da necessidade de um lugar maior. Da hipótese de alugar este espaço, Deus nos abriu a possibilidade de sonharmos e efetuarmos a compra. Após quatro meses de muito empenho e trabalho da liderança na reforma, hoje estamos vivendo a realidade desse sonho, num lugar lindo e prazeroso de louvar e servir ao Senhor. No passado, recebemos profecias de que iríamos alargar nossas tendas, e hoje estamos curtindo cada momento como irmãos que se unem num só propósito, de fazermos o melhor para Deus. Parabéns, Igreja Metodista na terceira região!”.


Líderes locais e regionais, Paulo Damas e Aser Gonçalves compartilham sobre seu sentimento de gratidão e louvor a Deus: “Estamos vivendo um tempo novo com um templo novo, estamos muito felizes pela realização desse sonho e por essa conquista. Sentimos o direcionamento de Deus em cada detalhe. Glória a Deus por ter nos permitido fazer parte dessa história! afirma Aser. “O momento tão especial que estamos vivendo lembra a responsabilidade de investir todos os nossos esforços para cumprir o ‘ide’ ordenado por Jesus. ‘Quero trazer à memória aquilo que me dá esperança’ – a família da dona Dulce que abriu as portas para o início do trabalho; a vida dos membros e líderes que passaram por nossa igreja desde os anos oitenta, quando a igreja foi construída há 35 anos; e a vida de cada um dos bispos que presidiram nossa região e que, sob a absoluta direção de Deus, nomearam pastores e pastoras para que pudéssemos viver este tempo único. Que o bondoso e poderoso Deus nos fortaleça, oriente e abençoe para que possamos fazer a diferença e impactar a comunidade do entorno de nosso novo templo”, declara Paulo Damas.


Com transmissão do culto ao vivo pela internet, a audiência chegou não apenas a diferentes localidades do Estado, mas tivemos notícias de que alguns países como Canadá, França, Japão e Estados Unidos foram alcançados por meio da assistência virtual de membros e amigos que desejavam participar da festa de inauguração e celebrar essa conquista e vitória.


Toda a família Metodista na Terceira Região se alegra e reconhece o agir de Deus na IM Butantã, sonhando juntos com os próximos passos e, quem sabe, participar em pouco tempo da ampliação do novo templo, repleto de vidas alcançadas e impactadas pela palavra de salvação em Jesus Cristo.


DEPOIMENTOS:


“Mais do que um lugar, uma igreja é feita de pessoas e de relacionamentos. Com a graça de Deus, pudemos adquirir um lugar maior e mais aconchegante – somos gratos a Deus por este presente! Os dias de reforma foram de alegria, gratidão e muito trabalho.” – Júlia Torres.


“O que sempre me marcou nessa igreja foi a comunhão, companheirismo e cumplicidade entre os irmãos. Nunca tive dúvidas de que estava participando do Corpo de Cristo. Essa certeza se intensificou durante o processo de aquisição e reforma do nosso novo templo. Foi maravilhoso testemunhar cada irmão servindo a Cristo com seus talentos, com suas posses, dia e noite, por amor ao Eu Sou.” – Lucas Fragiacomo.


"Um novo templo traz pra nós o vislumbre de um novo tempo, porque enche nossos corações de esperança. Esperança de vidas que nasçam de novo. De famílias que cantem novas canções. De sonhos que sejam resgatados e vestidos com novas perspectivas. Um futuro e uma esperança. Então abrimos nossos lábios e louvamos com gratidão ao Deus que nos ama. E assim tocamos, pela fé, aquilo que ainda é invisível. Aquilo que é novo traz consigo aquilo que pode ser novo, muito mais do que novas instalações – Socorro Benício.

“Creio que Deus tem muitos sonhos para nossa comunidade nesse novo tempo e meu desejo é como o que está escrito em Hebreus 13.20-21: 'Deus os aperfeiçoe em todo o bem para fazerem a vontade dele e opere em nós o que lhe é agradável, mediante Jesus Cristo'”. – Arthur Stiebler.

 

Assessoria de Comunicação Regional Sede Regional da IM3RE

com colaboração de Joyce Torres Plaça Pastora coadjutora da IM no Butantã

#missão #igreja

Post em Destaque
Posts Recentes
Arquivo