RESOLVO!


“Entra na minha casa, entra na minha vida...” eis um pedido que muitos fazem a Jesus, mas parece que ‘nada’ acontece depois. Mas quando Jesus entrou na casa de Zaqueu, algo de extraordinário ocorreu na vida daquele homem, e certamente de sua família. Jesus disse que houve salvação naquela casa depois que seu anfitrião se levantou e disse: “Senhor, resolvo...” (Lc 19.8).


Diante de Jesus sou confrontado com a minha miséria, com os meus erros, meus vícios, e a Sua bondosa Presença me permite decidir acerca de minha existência. Alguns, temerosos, ficam no “quase permiti que Jesus entrasse em minha vida”... Outros, como Zaqueu, decidem.


Ore a Deus e diga também: - Senhor, resolvo....


Resolvo não ficar mais viver dividido entre Te servir ou servir a “mim mesmo”. Isso me paralisa e me torna infeliz. Ajuda-me a optar por aquilo que é de fato relevante para a minha existência.


Resolvo não mais superestimar as minhas emoções. Não quero viver cheio de altos e baixos, nervos à flor da pele. Instabilidade emocional adoece a alma e é péssima conselheira.


Resolvo não mais exagerar minhas tristezas, prolongando-as além do necessário – quero enterrar os esqueletos, esvaziar as gavetas, queimar os arquivos, para caminhar melhor.


Resolvo não permitir que os maus pensamentos amargurem tanto meu ser. Ensina-me, Senhor, a ocupar minha mente com coisas prazerosas que me alegrem, que me edifiquem, e que sejam agradáveis a Ti.


Resolvo não ficar dependente do que as pessoas pensam de mim. Quando isso acontece, fico preso a juízos de valor, a opiniões. Não é de se admirar que estamos sempre buscando aprovação, pois acostumamo-nos a viver dependentes da provisão que as pessoas ora dão ora não dão. Quando damos um basta nisso, aprendemos a depender mais do amor sempre presente de Deus.


Resolvo não ficar chorando para sempre uma perda. É verdade que “tempo de chorar”, mas há tempo de “parar de chorar”. Enquanto o rei Davi podia chorar pela cura de seu filho, chorou. Mas quando o Senhor o levou, Davi levantou-se, lavou o rosto, comeu e voltou à sua vida normal (1Sm 12.20).


Resolvo não mais ser fatalista. Fatalismo é a atitude que faz com que vivamos como vítimas das circunstâncias. Ora a culpa foi da minha infância, ora do pai, ora da pobreza, ora da falta de oportunidades.... E daí explicamos tudo pelo fatalismo. O oposto de fatalismo é a fé. E viver na fé é saber que nada é definitivo, pois Deus pode nos dar uma chance de mudar as coisas. Jabez foi um homem que tinha tudo para “dar errado”, porém a sua fé no Altíssimo, e sua atitude em não deixar-se ser dominado pela sina do sofrimento, o levaram a superar sua dor (1Cr 4.10).


Decido rir mais de mim mesmo. Resolvo ter dignidade e me respeitar. Resolvo preencher o lugar que Deus me designou, e cumprir a missão para a qual fui chamado. Resolvo apreciar mais as belezas da vida e perceber que tudo o que Deus criou no mundo é bom, e Ele desejou que eu aproveitasse de tudo o que Ele me dá.


Está decidido! Daniel Rocha Pastor na IM Central em Santo André

#colunistas #Daniel #Resolver

Post em Destaque
Posts Recentes
Arquivo
Procurar por tags
Siga
  • Facebook Basic Square
  • Twitter Basic Square
  • Google+ Basic Square
SOBRE NÓS

Somos a Igreja Metodista na Terceira Região Eclesiástica do Brasil, seja muito bem-vindo(a)

ao nosso site regional. Deus abençoe!

LOCALIZAÇÃO

(11) 5904.6060

(11) 9.8346.0020 (Whatsaap)

Rua Dona Inácia Uchoa, 303
Vila Mariana - São Paulo/SP
CEP 04110-020

contato@3remetodista.org.br

CONECTE-SE
  • Instagram
  • Grey Facebook Icon
  • Grey Twitter Icon
  • Cinzento Ícone Google+
  • Grey YouTube Icon
  • Grey SoundCloud Icon
  • Grey LinkedIn Icon
  • Grey Blogger Icon
  • Cinza Google Places Ícone

© 2017 por Sede Regional da Igreja Metodista 3ªRE. | Política de Privacidade